Páginas

sexta-feira, 4 de março de 2011

Just a Heart

Someday we are forced to begin all again
Sei que é dificil
Começar do zero novamente
Mas é preciso
Renovação é um ideal a ser buscado
Sometimes it's just too hard
Mas não podemos desistir jamais
Se aguentamos até aqui
Porque não aguentar um pouco mais?
There's nothing in my hands
Meu coração também
Atazanado, se reiniciou automaticamente
Foi um gesto robótico e imprevisto
Mas agora vejo novos horizontes
Vejo um novo você na multidão
Admiro minha visão
Someway a smile appeared again
Como uma brisa refrescante
Vejo uma nova versão de um sorriso
Que um dia foi amigável e cativante
E isso me encanta
O destino tem um poder assombroso
O tempo tem mesmo propriedades cicatrizantes
My heart don't decided how to feel
Mas eu sinto que amarei novamente
"Maboroshi Demo"...

By: Bruno
(Maboroshi Demo = mesmo que seja uma ilusão)

Um comentário:

  1. Kkkk, gostei das misturas de línguas que fizestes aqui. Além da poesia Simbolista, eu gosto muito de estudar a poesia da Idade Média. Inclusive tenho um blog dedicado somente a isto:

    http://www.poesiasdaidademedia.blogspot.com/

    Mas voltando ao ponto, alguns dos poemas Medievais que já estudei e traduzi, eu pude ver que na Inglaterra havia o habito de escrever poemas com versos em diversas línguas. Por exemplo, em alguns dos poemas que postei nesse blog, há poemas que contem versos em Ingles Médio, Francês Antigo e Latim tudo em um poema só.

    Eu só gostaria de fazer uma pequena correção ao seu poema. Há uma frase em que você escreveu:

    "My heart don't decided how to feel".

    Eu só gostaria de apontar que esta frase está escrita de forma incorreta. O certo seria "My heart hasn't decided to feel this way" ou então "My heart did not decide to feel that way" ambas estariam corretas. Afinal, você está querendo dizer "Meu coração não escolheu sentir-se desse jeito" não é? Pode confiar em minha correção, eu morei alguns anos de minha vida no exterior e falo o Inglês fluentemente.
    Sabe do que eu me lembrei quando li este poema? Eu me lembrei do poema de Rimbaud "Le Coeur Volé" (O Coração Traido). Até parece que este poema foi escrito em resposta a pergunta que ele faz várias vezes no poema "E agora, que faremos, coração traido?" Muito bonito este poema. Abraços cara.

    ResponderExcluir